domingo, 20 de dezembro de 2009

Isla Negra, Paraíso Cultural

A memoria de Pablo Neruda assim como de Matilde, sua mulher, estao vivas em cada espaço de Isla Negra...
Os poemas estao espalhados pelos corredores, murais e todas as partes da casa hoje transformada em hotel...No museu, lojas, restaurantes e "regalos"...Em forma de quadros, vestimentas e suvenirs...
Fotos estao dispostas em inumeros departamentos do hotel... O quarto de Matilde assim como o de Pablo Neruda, sao preservados exatamente como quando eles faziam uso destes, e são utilizado pelos clientes, nos dias atuais.
Em todo Vilarejo de Isla Negra, nos bares, comercios, avenidas e residencias ele esta ali, IMORTAL, como imortal são seus poemas e seu amor... Como o belo, majestoso e incomparavel Oceano Pacifico que a mim encantou como a Neruda, com sua cor de infinita Beleza... à qual só Deus pode tingir com magistral encanto!
Ainda tive a oportunidade de conviver com Chero e Hugo, que sao "cantantes e ator", e proprietarios da casa/hotel "De La Candella", por dez dias, e me deliciar com riqueza deste tao apaixonado ser humano que foi Pablo Neruda... Eu vi e senti que ali existe tesouros vivos que nunca se apagam... Como aquela vela que se renova a cada extinguir-se de sua  fímbria... Mantendo entao, viva  aquela chama... A chama da imortalidade de Pablo Neruda...

Cultura Brasileira no Chile em Dezembro de 2009


Fechamos com Chave de Ouro

Meus sinceros agradecimentos ao Colege Arte na pessoa de Iolanda Gontijo e Daniela Gontijo

sábado, 19 de dezembro de 2009